Tolerância Zero

Hoje meu dia foi perfeito, fui sair de casa para comprar veneno pra rato, peguei o elevador e derrepente ele para no subsolo da garagem, abre a porte e vejo meu vizinho…

Vizinho: Sobe?

Ego Brain:
Não, esse elevador anda de lado.

…peguei o carro e fui para a loja de venenos…

Ego Brain:
Tem veneno pra rato?

Vendedor: Tem! Vai levar?

Ego Brain:
Não, vou trazer os ratos pra comer aqui!!!

...putz, depois dessa fui pescar, sentei no pier, vara de pescar na mão, linha na água…
Indivíduo: Aqui dá peixe?

Ego Brain:
Não, dá tatu, quati, camundongo… Peixe costuma dar lá no mato.

…voltando do pier com um balde cheio de peixes…
Mesmo Indivíduo: Você pescou todos?

Ego Brain:
Não, estes são peixes suicidas e se atiraram no meu balde.

…depois fui no banco pra trocar um cheque…
Caixa do Banco:Vai levar em dinheiro?

Ego Brain:
Não!!!! Me dá em clips e borrachinha!!!

…estava bom o negócio, depois disso peguei minha namorada e fui no cinema…
Caixa do cinema: Quer uma entrada?

Ego Brain:
Não, é que eu vi essa fila imensa e queria saber onde ia chegar.

..sai de lá, eu minha namorada abraçadinho, entrando no barzinho romântico…
Recepcionista do Bar: Mesa pra dois?

Ego Brain:
Não, mesa pra quatro, duas são prá colocar os pés.

…peguei um cigarro...
Garçom: Você fuma?

Ego Brain:
Não, eu gosto de bronzear os pulmões.

…e pra terminar a noite, pego meu talão de cheques e uma caneta…
Garçom: Vai pagar com cheque?

Ego Brain:
Não, vou fazer um poema nesta folhinha.

Via Pimenta Malagueta

Comentários em “Tolerância Zero”


Fratres Brains Omnia vincit.

Outras Tirinhas